7 Dicas para contratar bons fornecedores que você não sabia


Olá pessoal!

 

Venho aqui deixar um ALERTA, muito importante. Sim, hoje tem textão!

 

Temos visto frequentemente casos de golpes no ramo de eventos.


Tivemos o caso da rede de casas de festas que decretou falência, o florista e cerimonialista que desapareceu sem cumprir contratos, tivemos também um caso recente de uma produtora de eventos que lesou diversos fornecedores e clientes. Semana passada tivemos o caso da menina que vendia diversos itens e produtos pra casamento e simplesmente sumiu. Fora os diversos casos de postagens em grupos com pessoas que prometem mundos e fundos e entregam nada...

 

E o que quero dizer com tudo isso? 

Quero PEDIR a vocês clientes que PESQUISEM MUITO ANTES DE CONTRATAR E DESCONFIEM DE PREÇOS MUITO BAIXOS. 

 

As pessoas estão colocando valores muito abaixo do mercado. DESCONFIEM. QUESTIONEM. Tentem visitar decorações, fazer degustações ANTES DE FECHAR qualquer coisa...

 

Toda empresa tem custos fixos e variáveis. Há equipes a serem pagas quando ocorrem eventos, e alguns funcionários fixos. Se um profissional resolve não cobrar esses custos no valor do seu produto ele vai tirar de outro lugar pra tapar esse buraco: da qualidade do serviço/produto que vai entregar a você e com certeza do evento seguinte. E aí começa a derrocada, fecha um evento para pagar o anterior... e no fim das contas aquele ditado vai prevalecer: o barato vai sair muitíssimo caro. Como nos casos mencionados acima, com diversos clientes na mão.

 

Um exemplo prático e simples: uma empresa de cerimonial cobra R$ 750,00 no tal cerimonial do dia (que não existe) e tem que pagar 3 assistentes, Ainda há o custo do telefone que ela usa pra entrar em contato com fornecedores e padrinhos, há o deslocamento dela e da equipe, o desgaste em coordenar uma festa inteira com diversas pessoas e o lucro da empresa (pois ninguém trabalha por amor e sim com amor). 

 

Só as assistentes (sendo normalmente remuneradas) custam em torno de R$ 150,00 cada, deslocamento (Uber ou taxi ou mesmo carro) mais R$ 100,00. "Sobram" R$ 200,00. Supondo que ela realize 4 eventos no mês (um por fim de semana).
Só aí nessa continha simples, temos uma "sobra" de R$ 800,00 no mês. Uma conta de telefone que hoje em dia no barato sai a R$ 100 reais... Fora aluguel, luz, água, alimentação, internet, deslocamentos para reuniões, visitas técnicas... Entre outras coisas...
Então eu pergunto: Onde fica o lucro? E os cursos de aperfeiçoamento? De onde esse dinheiro sai se ela somente vive dos eventos?

 

Ah, pode abaixar o custo das assistentes, sim, é possível. Mas aí eu pergunto: quem vai trabalhar feliz, com sorriso no rosto, com atenção e dedicação por mais de 8h em pé, com 15-30 min de intervalo para comer (quando tem tempo) e às vezes (muitas vezes) tomando bronca?! Garanto que você não ficaria feliz se ganhasse R$ 50,00 para fazer tudo isso.

E estou colocando R$ 750,00 pois é um valor "razoável", mas já vi "cerimonialistas" cobrando R$ 400,00. Não se paga. E cerimonial do dia não existe, pois como vamos organizar seu evento sem conhecer os fornecedores envolvidos? Como é possível fazer um cerimonial "do dia" sem saber de todo o planejamento que os noivos fizeram?!

Então, quando forem contratar alguém, sigam algumas dicas:


1 - Não peça o preço nas postagens, gera um leilão que somente os desconhecidos participam. Ao invés de preço, solicite fotos de trabalhos e link das redes sociais para que você possa conhecer a dinâmica de trabalho daquele fornecedor; 


2 - Depois de olhar a fanpage, instagram e/ou site de todos eles, CONVERSE PESSOALMENTE com os fornecedores que você mais gostou, quem sabe não consegue negociar os valores?!

3 - Peça referências aos clientes que já contrataram o fornecedor. Isso mesmo!!! Mande mensagem e pergunte sobre aquele fornecedor. Com certeza o cliente não se importará em contar sua experiência. Caso você não se sinta à vontade, analise as avaliações do mesmo. Acredite, aquela ferramenta da fanpage chamada avaliações é valiosíssima;

4 - Indicações valem ouro, se indicaram um fornecedor, agarre-o com unhas e dentes;

5 - O preço pode ser um fator que engana (e muito), então antes de sair riscando da sua lista os fornecedores mais caros, COMPARE OS ORÇAMENTOS. Mas não os preços somente, compare as vantagens e o custo-benefício oferecido;


6 - Muitas vezes um fornecedor pode estar cobrando pouco, mas oferecendo serviços de qualidade inferior;


7 - Trabalhe com fornecedores que usam contrato e LEIA O CONTRATO POR INTEIRO. Alguns serviços são mais difíceis terem contrato, mas tenham pelo menos uma ficha com a descrição do serviço, algo que comprovem o vínculo do serviço.

 

Não queremos dizer que os mais caros são sempre a melhor opção, já vi casos de fotógrafos que cobravam caro sumirem com as fotos dos clientes, não entregarem álbuns... mas se você pesquisar bem, com toda certeza encontrará o meio termo e chegará a um produto de qualidade e preço bom.

Eu poderia ficar aqui dando inúmeras dicas sobre contratações de fornecedores, mas queremos apenas deixá-los alertas e fazê-los repensar o modo como contratam os serviços para seus eventos. 

 

E acima de tudo, tenham cuidado! 


Beijinhos da Su

http://portalfestejar.com.br/empresa/noivas-despreocupadas.html

 

Seja o primeiro a avaliar!


Adicionar aos favoritos

17 jul 2017


Por Suzana Ribeiro